Timbó, Sexta-feira 22 de Setembro de 2017, Bem vindo!
NOTÍCIAS
  • 10,7% dos brasileiros fora do mercado

    Quase 18 milhões de pessoas estão fora do mercado, mas poderiam começar a trabalhar. Isso equivale a 10,7% do contingente total de 166,3 milhões de pessoas em idade de trabalho, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse é o maior percentual da série, que teve início em 2012.

    O número leva em conta pessoas que procuraram vagas (11,6 milhões) e a chamada força de trabalho potencial (6,2 milhões): gente que não procurou, mas podia começar a trabalhar imediatamente. 

    Desemprego 'mascarado' 

    São 6,2 milhões de pessoas que estão desocupadas no Brasil, mas que não estão procurando emprego. 

    Se essas pessoas não tivessem desistido de procurar emprego, a taxa de desemprego, atualmente em 11,8%, poderia ser ainda maior, avaliam economistas.

    Desânimo
    O G1 ouviu pessoas que desistiram de procurar emprego. Os motivos alegados são o desânimo com a escassez de vagas, a grande concorrência e o cenário que não mostra sinais de melhora. Esses brasileiros não têm renda e vivem com ajuda de familiares, com sua poupança ou da rescisão do contrato de trabalho. 

Voltar